ARABESQUE

ARABESQUE
Em passos de arabesque escrevo

25.6.11




infinito


velados atrás dos gestos
se ocultam anseios de ondas

cúmplices do instante que passa
curvas do vôo, pássaros

reflexos do infinito
muito além das palavras

quando a luz as deixa mais suaves
e o silêncio lhes basta


© Jade Dantas



paixão

descobrir a audácia
além das águas rasas

além do fogo brando
da incompletude covarde

viver a vida com paixão
ou nada

©JadeDantas

21.6.11




castelo de areia


o castelo que ergueste
com a areia da tua vida

a errância dos ventos da vida o mutila
efêmera medida do tempo que se vai

a chuva que o molha são múltiplas correntes
feitas das mágoas acumuladas

conta como era belo no início
conta dos sonhos esquecidos

lembra do quanto ergueste com amor
e do quanto com mentiras

fala das fendas que se criaram
dos sonhos mortos nas noites desmaiadas

do que gostarias de refazer
onde deixaste teu nome e tua marca

porque o tempo nos trai
somos feitos da areia que a vida nos deixou

mas a noite é fria, o relógio do vento
bate mais forte a cada dia

afasta a chuva que guardaste
e aproveita a areia que ficou


@ Jade Dantas

20.6.11




roteiros

traz os teus gestos de seda
aos meus olhos de remanso

escala os meus caminhos
percorre os meus roteiros

vira o tempo pelo avesso
dá-me teu corpo de abismos

volta a acender a faísca
que inicia o incêndio

@Jade Dantas

15.6.11




sol de inverno

porque esta chuva é feita de distância
porque este frio é na alma
e é no corpo onde dorme este calor

porque de lembranças é feito este sol
pálido e sem sentido sol de inverno
deslizando para o silêncio

sem fome de poesia
sem a vida que o quis reter
fechado, sem palavras, sem nada

©Jade Dantas


Imagem de Donald Verger

12.6.11




outras margens

contigo estão meus abismos
meus labirintos

que de nuvens nada sei
sei dos teus passos, teus embaraços eu sei

na outra margem da vida
na outra margem de mim

provei tua boca, teu gosto, teu gozo
e te recriei

@Jade Dantas

8.6.11



"Um sonho começa a ser realidade quando sonhamos juntos, olhamos além das limitações e ousamos caminhar por caminhos novos, às vezes pedregosos, às vezes escorregadios, mas sempre desafiantes. Não obstante, nenhuma dificuldade, nenhum obstáculo é mais angustiante do que se caminhar solitário, sem mãos que se tocam, sem ombros que se apoiam, sem olhos que se olham"
Abraham Lincoln



desejos de um dia de sol


ao vento dos descaminhos
a cabeça envolta em nuvens

cabelos leves ao vento
o mar cantando ao sol

embriagada de vida
caminhando ao teu lado

onde nunca caminhei
o amor não mais guardado

com asas que me explicam
nos gestos que nunca ousei

@Jade Dantas